Os classificadores em línguas amazônicas e na família Nambikwara

Autor

Edney Alexandre de Oliveira Belo

Orientador

Profª Drª Stella Virgínia Telles de Araújo Pereira Lima

Ano da defesa

2013

Resumo

Este trabalho apresenta uma análise comparada dos classificadores nominais de quatro línguas da família Nambikwara, sendo elas: o Mamaindê, o Sabanê, o Latundê e o Kithãulhu. Essas línguas são faladas por grupos homônimos que habitam desde o noroeste até as porções mais ao sul do estado do Mato Grosso e sul do estado de Rondônia. O trabalho é feito com base nas teses de doutorado: Mamaindê Grammar, A Northern Nambikwara language and its cultural context (EBERHARD 2009), A Grammar of Sabanê, A Nambikwaran Language (ARAÚJO 2004), Fonologia e Gramática do Latundê/Lakondê (TELLES 2002), e Gramática descritiva da língua Nambikuara (KROEKER 2001). O objetivo maior deste trabalho é verificar o comportamento morfossintático dos classificadores nominais em nível mais lexical, com os chamados termos de classe, que colaboram na criação de novas palavras nessas línguas e fazem uso dos morfemas classificadores nessas composições, e num nível mais funcional, atuando em construções anafóricas, como atributivos de características próprias dos nomes aos quais se referem, em construções demonstrativas, possessivas, quantitativas e etc. Faz-se também, uma análise comparativa dos sistemas de classificação nominal de oito línguas da região amazônica que contam com sistemas de classificadores, para se verificar semelhanças e diferenças estruturais de seus constituintes e analisar-se o funcionamento desses classificadores em nível do SN. De acordo com Derbyshire e Payne (1990), os resultados obtidos com um estudo de mais de vinte línguas amazônicas demonstraram que os classificadores daquelas línguas não se adequavam de maneira discreta à tipologia apresentada por Allan (1977). Os resultados obtidos com esse estudo possibilitam uma melhor compreensão a respeito dos sistemas de classificação nominal presentes em línguas amazônicas e permitem um melhor entendimento sobre os sistemas de classificadores das línguas da família Nambikwara. Este trabalho de análise e comparação toma como referência os estudos sobre tipologia morfossintática dos classificadores (GRINEVALD 2000). Além desses objetivos apresentados, espera-se que um trabalho como este possa colaborar, de alguma forma, para a preservação dessas línguas e para a difusão do conhecimento do universo cultural desses povos.

Baixar arquivoClique para baixar