Sobre o parâmetro do sujeito nulo: interferência do português brasileiro no espanhol falado por nativos residentes no Brasil?

Autor

Onilma Freire dos Santos

Orientador

Profª. Dra. Cláudia Roberta Tavares Silva

Ano da defesa

2013

Resumo

Situada na linha teórica da Sintaxe Comparativa, calcada na Teoria de Princípios e Parâmetros e apoiada na noção de Atrito linguístico, esta pesquisa visa comparar a língua espanhola da Europa falada por nativos residentes no Brasil há mais de 10 anos com o português brasileiro. O Parâmetro investigado neste trabalho é o Parâmetro do Sujeito Nulo, o qual distingue línguas que licenciam sujeitos nulos e línguas que não licenciam esses sujeitos. A hipótese norteadora é que o português brasileiro, considerado uma língua semipro- drop por estar em processo de mudança, exerce influência no espanhol falado pelos nativos, devido ao atrito linguístico constante. Desse modo, foram objetivos deste trabalho: a) observar se falantes nativos do espanhol residentes no Brasil têm preenchido a posição do sujeito por pronomes plenos em contextos que seriam obrigatórios de sujeitos nulos em sua língua materna, devido ao constante contato com o PB; b) analisar os contextos frásicos de produção de sujeitos nulos e plenos na fala dos nativos de língua espanhola, tomando por base as seguintes variáveis selecionadas a partir de estudos sobre o PB: 1) Posição do sujeito; 2) Tipo de oração; 3) Duplicação de sujeito; 4) Morfologia de flexão verbal; c) Relacionar os resultados encontrados ao tempo de permanência dos nativos espanhóis no país, bem como à faixa etária dos informantes, tomando por base a hipótese de que os espanhóis mais velhos tendem a ser mais conservadores e resistentes às interferências de um idioma no outro; e d) Discutir, a partir dos dados analisados, o atrito linguístico levando em conta as diferentes etapas sugeridas por Sharwood Smith (1983). Para tanto, foram entrevistados 10 nativos, oriundos de diferentes localidades da Espanha e residentes no Brasil há mais de 10 anos. Os dados que compõem o corpus foram transcritos, codificados e avaliados com base nas propriedades do Parâmetro do Sujeito Nulo. Observamos que algumas propriedades sofreram influência do português brasileiro, entre elas: o tipo de oração e a duplicação de sujeitos. Além disso, por ser o espanhol em análise uma língua de morfologia de flexão rica, chegamos à conclusão de que a Morfologia de flexão verbal não é responsável pela marcação positiva ou negativa do PSN.

Baixar arquivoClique para baixar